Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Wall Street fecha em queda, mas Dow Jones se recupera

SÃO PAULO - Os principais índices de Wall Street fecharam sem rumo comum nesta segunda-feira. Inverteram a tendência no fim do pregão o Dow Jones, que fechou em alta de 0,16%, aos 10.

Valor Online |

642,15 pontos e o S & P-500, ficando quase na estabilidade, com 0,05% positivo, aos 1.150,51 pontos. O Nasdaq, por sua vez, recuou 0,23%, aos 2.362,21 pontos.

O setor de energia foi o destaque de queda da sessão, guiado pelos preços internacionais do petróleo, que encerraram operações abaixo dos US$ 80. As ações da Exxon Mobil perderam quase 1%, enquanto as da Chevron recuaram 0,30%.

O pessimismo veio com a análise da agência de classificação Moody´s, que alertou para os crescentes riscos nas economias dos países com nota Aaa, que incluem a Alemanha, a França, o Reino Unido e os EUA. Os investidores temem um rebaixamento na classificação, que e prejudicaria a captação de crédito nestes países.

Também esteve em pauta as expectativas com relação ao aperto monetário na China. No domingo, o premier Wen Jiabao afirmou que será difícil para o país promover um crescimento rápido e, ao mesmo tempo, administrar as perspectivas de inflação. Hoje, Jiabao reforçou que uma taxa de câmbio estável do yuan vai facilitar a recuperação da economia mundial.

Os agentes analisaram ainda as informações sobre a reforma financeira nos EUA. O senador Christopher Dodd divulgou hoje as sugestões de mudanças na regulação das operações financeiras no país.

O plano indica novas regulações para prevenir os riscos excessivos dos bancos, e inclui uma agência de proteção aos consumidores, além de fazer com que os reguladores proíbam os bancos de agirem como hedge funds.

(Vanessa Dezem | Valor com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG