Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Wall Street fecha em leve baixa de 0,09%

Nova York, 12 fev (EFE).- O Dow Jones Industrial, principal índice de Wall Street, fechou hoje com uma queda de 6,77 pontos (0,09%), fixado em 7.

EFE |

932,76.

O mercado Nasdaq subiu 11,21 pontos (0,73%), para 1.541,71, e o seletivo S&P 500 subiu 1,45 ponto (0,17%) para 835,19.

O pregão nova-iorquino tinha iniciado a sessão com uma firme tendência de baixa e o índice Dow Jones chegou a cair até 3% em alguns momentos, com as entidades financeiras liderando um dia mais a baixa entre as companhias com maior valor de mercado.

No entanto, as ações dos maiores bancos americanos enxugaram no final grande parte das fortes perdas registradas por volta da metade da sessão.

No caso do Bank of America fecharam com queda de 3,2% e as do JPMorgan se revalorizaram 0,4%.

A tendência de baixa se moderou notavelmente por causa das notícias que se referem a um novo plano que o Governo dos EUA prepara para ajudar proprietários em problemas com o pagamento de suas hipotecas.

A rede "CNBC" informou que não se conhecem muitos detalhes em torno desse plano, mas que o objetivo é ajudar esses proprietários antes que descumpram seus pagamentos ou percam suas casas.

Os investidores se mostraram nos últimos dois dias muito insatisfeitos com a ausência de detalhes concretos sobre as medidas apresentadas esta semana pelo secretário do Tesouro, Timothy Geithner, para estabilizar o sistema financeiro, assim como para frear as execuções de hipotecas e a perda da casa por falta de pagamento de empréstimos.

Por outro lado, a inquietação em torno da aplicação prática do plano de estímulo econômico negociado no Congresso aliviou um pouco a incerteza no mercado, mas resta saber sobre a rapidez e a eficácia com que será aplicado para impulsionar a economia e o emprego.

A Câmara de Representantes votará amanhã o plano pactuado pelos líderes democratas e republicanos enquanto o Senado, que também deve dar seu sinal verde, por enquanto não decidiu quando o fará.

O Departamento de Trabalho dos EUA informou hoje que a semana passada foram tramitadas 623.000 novas solicitações de seguro desemprego, 8.000 menos que na anterior, embora seja um número superior ao previsto pelos economistas.

No final de janeiro, um total de 4,81 milhões de americanos recebiam subsídios por desemprego, um número sem precedentes.

Também se soube hoje que as vendas do comércio no varejo subiram 1% em janeiro, o primeiro aumento registrado desde junho passado, embora tenham sido 9,7% inferiores às de há um ano, segundo cálculos do Departamento de Comércio.

A inesperada melhoria não impressionou no entanto os investidores, já que algumas das maiores cadeias de varejo americanas divulgaram recentemente fortes quedas em suas vendas no primeiro mês deste ano.

Os bônus da dívida pública a dez anos subiam hoje de preço e sua rentabilidade se situava em 2,79%. EFE vm/ma

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG