A Bolsa de Nova York operou novamente em baixa nesta quarta-feira, pela sexta vez consecutiva, depois de uma sessão considerada muito volátil, dominada pela redução coordenada de taxas pelos principais bancos centrais: o Dow Jones cedeu 2% e o Nasdaq, 0,83%, segundo cifras definitivas de fechamento.

O Dow Jones Industrial Average (DJIA) recuou 189,01 pontos, a 9.258,10 pontos, e o Nasdaq, 14,55 pontos, a 1.740,33.

O índice ampliado Standard & Poor's 500 cedeu 1,13% (11,29 pontos), a 984,94 pontos.

O índice vedette Dow Jones perdeu 14,7% (mais de 1.600 pontos) em seis sessões, 500 unidades apenas na terça-feira. Em um ano, o pregão nova-iorquino registrou uma queda de mais de 30%.

Depois de operar em forte alta durante os 20 minutos finais antes do fechamento, Wall Street cedeu ao nervosismo antes do fim da sessão.

O dia foi marcado por uma intensa volatibilidade da maior bolsa mundial. O Dow Jones evoluiu em uma margem mais ampla, subindo até 9.628 pontos e caindo até 9.194 unidades.

"Há opiniões divergentes no mercado. Por um lado, a redução coordenada das taxas: os governos estão fazendo tudo o que podem para devolver a liquidez ao mercado. É uma boa notícia para começar a comprar ações", observouMace Blicksilver, da Marblehead Asset Management.

No entanto, "por outro lado, o mercado diz 'obrigada por tudo o que vocês estão fazendo, mas taxas reduzidas não ajudarão se não pudermos obter empréstimos", completou o analista.

Sete bancos centrais, entre eles o Federal Reserve (Fed) e o Banco Central Europeu (BCE) surpreenderam nesta quarta-feira, ao anunciar uma redução simultânea de suas taxas de juros.

O secretário do Tesouro, Henry Paulson, confirmou especulações de analistas de que será necessário esperar "várias semanas" antes que seus serviços possam começar a comprar os ativos podres dos bancos.

O mercado obrigatório caiu. O rendimento dos bônus do Tesouro a dez anos subiu a 3,715%, contra 3,506% na noite de terça-feira, e o dos títulos a 30 anos a 4,063%, contra 4,027%.

mla/sd/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.