Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Wall Street faz Bolsas asiáticas desabarem

Os mercados da Ásia iniciaram o mês no território negativo. A queda de sexta-feira em Wall Street foi determinante para o desempenho das Bolsas regionais nesta segunda-feira.

Agência Estado |

Este foi o caso da Bolsa de Hong Kong, que também sofreu com a realização de lucros em empresas do setor imobiliário. Com fraco volume de negociações, o índice Hang Seng caiu 355,58 pontos, ou 1,7%, e terminou aos 20.906,31 pontos.

As renovadas preocupações sobre a diminuição do crescimento econômico e a redução dos ganhos das empresas listadas fizeram as Bolsas da China apresentar forte queda, após dois pregões consecutivos de ganhos. O índice Xangai Composto caiu 3% e encerrou aos 2.325,14 pontos. Já o Shenzhen Composto perdeu 3,3% e terminou aos 637,51 pontos. Yuan - A queda na taxa de paridade central dólar-yuan levou a moeda chinesa a se valorizar em relação à unidade norte-americana. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8256 yuans, de 6,8400 yuans sexta-feira.

O decepcionante balanço do primeiro semestre da peso pesado de tecnologia Hon Hai Precision Industry Co. e o declínio nos mercados regionais levaram a Bolsa de Taipé, em Taiwan, a fechar em forte queda. O índice Taiwan Weighted caiu 3,3% e encerrou aos 6.813,09 pontos.
Na Coréia do Sul, a Bolsa de Seul fechou em forte queda depois que o won recuou para o menor valor frente ao dólar em quase quatro anos, o que despertou o temor de uma inflação nos preços dos produtos importados. O índice Kospi perdeu 4,1% e encerrou aos 1.414,43 pontos. A Bolsa de Manila, nas Filipinas, encerrou em leve queda, mas se recuperou das mínimas do dia. O índice PSE Composto recuou 0,1% e fechou aos 2.686,52 pontos. Já na Austrália, a Bolsa de Sydney teve um pregão calmo, enquanto o mercado aguardava a sinalização de Wall Street após o feriado prolongado do Dia do Trabalho nos EUA. O índice S&P/ASX 200 desceu 0,3% e fechou aos 5.118,3 pontos.

Impactada pelas quedas nos demais mercados regionais e por preocupações de alta nos preços do petróleo devido à passagem do furacão Gustav pela costa americana, a Bolsa de Cingapura teve queda, com os investidores de lado. O índice Straits Times perdeu 1,0% e fechou aos 2.713,79 pontos. A inflação em agosto melhor que o esperado (0,51% ante expectativa de 0,81%) e procura por barganhas em papéis de bancos levaram o mercado indonésio a se recuperar de maiores perdas e o índice composto da Bolsa de Jacarta cedeu apenas 0,1%, fechando aos 2.164,62 pontos. Na Tailândia, o índice SET da Bolsa de Bangcoc caiu 1,4% e fechou aos 675,22 pontos, devido a um misto de preocupações com a fraqueza dos demais mercados regionais e as tensões políticas locais, que na visão dos investidores podem afetar a economia. Devido a um feriado, a Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, não operou. As informações são da Dow Jones

Leia tudo sobre: bolsa de valoresbolsas asiáticas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG