A queda da Bolsa de Nova York se acelerava nesta segunda-feira, com o índice Dow Jones cedendo mais de 500 pontos, quando a crise se intensificava na Europa e na América Latina. O Dow Jones perdia 5,23% e o Nasdaq 6,83%.

Às 14H50 GMT (11H50 de Brasília), o Dow Jones Industrial Average (DJIA) cedia 539,77 pontos, a 9.785,61 unidades, caindo pela primeiro vez abaixo do nível dos 10.000 pontos desde outubro de 2004.

O Nasdaq, de alto componente tecnológico, perdia 132,99 pontos a 1.814,40 unidades.

O índice ampliado Standard & Poor's 500 cedia 6,15% (67,65 pntos), a 1.031,58 unidades.

Na Europa, o índice Footsie 100 da Bolsa de Londres despencava 8%, o SP/Mib de Milão registrava -8,45%, o Dax da Bolsa de Frankfurt, a maior da Eurozona, perdia 7,01%, e a Bolsa de Paris -7,66%, com o índice CAC 40.

A Bolsa de São Paulo, por sua vez, suspendeu automaticamente suas operações por 60 minutos quando o índice Ibovespa caiu mais de 15%.

O índice líder Merval da Bolsa de Argentina também registrou uma forte queda, de 11%, na abertura.

hov/cn

Colombia-Bolsa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.