Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Wall Street cai mais de 1%; agentes avaliam produção industrial e IPC

SÃO PAULO - Wall Street operava em baixa minutos atrás, mas a jornada é marcada pela instabilidade. Os agentes receberam novos balanços e dados econômicos dos Estados Unidos.

Valor Online |

Os novos pedidos de seguro-desemprego, por exemplo, tiveram uma queda muito mais marcada do que o esperado por alguns analistas - cederam em 16 mil na semana passada em vez dos 8 mil aguardados.

O índice de preços ao consumidor dos EUA teve variação nula em setembro enquanto a expectativa do mercado era de uma alta de 0,1%. O núcleo do indicador cresceu 0,1%, menos do que o 0,2% de aumento projetado.

Já a produção industrial cedeu 2,8% em setembro, o recuo mais marcado em quase 34 anos. Furacões e uma greve no setor de aviação combinados com os problemas no ambiente de crédito contribuíram para a debilidade verificada.

Dos números conhecidos hoje, os investidores ficaram sabendo que o Citigroup perdeu US$ 2,8 bilhões no terceiro trimestre e assumiu mais de US$ 13 bilhões em despesas. Foi o quarto trimestre sucessivo que o banco registra prejuízo.

Ante esse cenário, o Dow Jones baixava 1,78%, aos 8.425,47 pontos. O S & P 500 declinava 1,90%, aos 890,55 pontos. O Nasdaq registrava queda de 1,44%, aos 1.604,81 pontos.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG