SÃO PAULO - A rede de drogarias Walgreen, a maior dos Estados Unidos, se uniu ao grupo de empresas que vai demitir funcionários para fazer frente à crise econômica. A companhia informou hoje que vai cortar 1.

000 postos de trabalho na área administrativa até agosto, mas sem afetar os cargos de vendas nas lojas.

As demissões representam 9% da força de trabalho das áreas afetadas. Segundo a Walgreen a redução no quadro de pessoal será feita por meio de uma combinação de desligamentos voluntários incentivados e dispensas tradicionais. Ao todo, o plano deve gerar despesas de US$ 300 milhões a US$ 400 milhões para a empresa ao longo de dois anos. A rede opera 6.636 pontos-de-venda, em 49 estados dos EUA.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.