Os interventores judiciais da Vasp e o controlador Wagner Canhedo devem recorrer da decisão do juiz Alexandre Lazzarini, da 1.ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo, que na última quinta-feira decretou a falência da companhia aérea.

"Achamos que a falência poderia ter sido evitada", afirmou o interventor Roberto de Castro. "Falei com Canhedo hoje (ontem) e acredito que ele também vá recorrer."

Para Castro, a justificativa usada pelo juiz para decretar a falência - não cumprimento do plano de recuperação judicial - é injusta. "Fomos impedidos de cumprir o plano por uma decisão judicial que nos impediu de vender ativos. Isso inviabiliza qualquer tentativa de recuperação."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.