Nova York, 12 ago (EFE).- O banco americano Wachovia anunciou hoje que revisou para cima seus prejuízos do segundo trimestre para até US$ 9,1 bilhões (US$ 4,31 por ação) e que eliminará mais postos de trabalho do que o previsto inicialmente.

Em um documento enviado à Comissão de Bolsa de Valores (SEC) dos Estados Unidos, o Wachovia informou que aumentou sua reserva legal em US$ 500 milhões por causa de uma investigação que está sofrendo e que está relacionada à venda de bônus com juros definidos por leilões (ARS, em sua sigla em inglês).

O banco, com sede em Charlotte (Carolina do Norte), anunciou inicialmente que no segundo trimestre teve prejuízo de US$ 8,662 bilhões (US$ 4,20 por ação), em comparação a um lucro líquido de US$ 2,341 bilhões (US$ 2,42 por título) no mesmo período de 2007.

O Wachovia também detalhou no documento enviado à SEC que planeja eliminar 6.950 postos de trabalho, 600 a mais do que previsto inicialmente, o que atingirá 5,8% de sua equipe de 120 mil funcionários. EFE bj/bm/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.