Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Volvo dispensa 430 trabalhadores de fábrica em Curitiba

Rio de Janeiro, 2 dez (EFE).- A unidade de montagem de caminhões e ônibus Volvo do Brasil despediu 430 empregados de sua fábrica da capital paranaense Curitiba, em resposta à queda dos mercados interno e externo, informaram hoje porta-vozes sindicais.

EFE |

A firma sueca, que pertence ao afetado gigante americano Ford Co., sofre os impactos da queda do mercado global de veículos.

Segundo o Sindicato de Trabalhadores Metalúrgicos de Curitiba, os despedidos são 180 empregados fixos da empresa e 250 prestadores de serviços ou temporários.

No Brasil a empresa reduziu turnos de trabalho e linhas de produção de caminhões e ônibus, motores e peças, enquanto, no exterior, a Ford anunciou que procura vender a marca.

Na semana passada, a Volvo anunciou a dispensa de 102 trabalhadores de sua fábrica em Pederneiras (SP), dedicada a fabricar máquinas e equipamentos pesados de construção.

A montadora também ampliou os prazos das férias coletivas de fim de ano em diversas linhas de produção de caminhões e ônibus, como outras grandes unidades de montagem, mas é a primeira vez que anuncia demissões diretas no setor.

A Volvo atribui as demissões à drástica redução das exportações à Europa e aos Estados Unidos.

Porta-vozes do sindicato destacaram que apesar das recentes demissões, a Volvo terminará 2008 com 2.410 empregados, quantidade ligeiramente superior à registrada no fechamento de 2007.

Os sindicatos temem novas medidas para os próximos meses, porém, depois que outras montadoras, como Renault, Volkswagen, Fiat e General Motors também deram férias não previstas a centenas de trabalhadores em suas fábricas do Paraná, Minas Gerais e São Paulo.

EFE ol/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG