Copenhague, 12 set (EFE).- O fabricante sueco de automóveis Volvo Cars, pertencente ao grupo americano Ford, anunciou hoje a demissão de 900 trabalhadores na Suécia devido à queda na venda de carros registrada nos últimos meses, por causa da crise econômica.

A Volvo Cars informou que as demissões afetarão as unidades de Torslanda, Bulycke, que produz motores, e de Olofström, responsável por fabricar carrocerias.

A empresa sueca não esclareceu quando as demissões serão efetivadas, e elas se juntam aos cortes anunciados em junho dentro de um plano para reduzir custos no valor de 4 bilhões de coroas suecas (426 milhões de euros) e que afeta 1.200 trabalhadores.

A maior parte dos afetados pelos cortes de junho trabalha nas unidades de produção e os escritórios de Gotemburgo e Olofström.

A Volvo Cars anunciou também então que demitirá 300 funcionários no exterior e 500 consultores externos da empresa.

A firma sueca tem um quadro de quase 24 mil trabalhadores. EFE alc/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.