Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Volume negociado na Bovespa sobe para R$ 120,9 bilhões em setembro

SÃO PAULO - Depois de três meses consecutivos de diminuição, o volume de dinheiro movimentado na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) cresceu em setembro. As operações no mercado acionário somaram R$ 120,96 bilhões, alta de 19,7%, sobre os R$ 101,04 bilhões de agosto.

Valor Online |

O volume médio transacionado cresceu 14,3%, de R$ 4,81 bilhões em agosto para R$ 5,5 bilhões em setembro. A média diária de negócios subiu 37%, de 214.197 para 293.628.

De acordo com o balanço mensal da bolsa, o valor de mercado das 396 empresas negociadas fechou setembro em R$ 1,79 trilhão, ante os R$ 2 trilhões registrados no fim de agosto. As 163 empresas que integravam os Níveis Diferenciados de Governança Corporativa representaram 59,09% do valor de mercado, 69,45% do volume financeiro e 74,1% da quantidade de negócios no mercado à vista de renda variável.

Do giro no mês, 93,6% foram movimentados no mercado à vista. O mercado a termo de renda variável respondeu por 2,5%, e o de opções de renda variável ficou com 3,9%. O After Market movimentou R$ 711,17 milhões em 80.468 negócios durante o mês passado, alta ante os R$ 598,3 milhões em 61.837 transações registradas no período anterior.

As ações que registraram maior giro financeiro foram: Petrobras PN, com R$ 19,74 bilhões; Vale PNA, com R$ 14,51 bilhões; BMF Bovespa ON, com R$4,84 bilhões; CSN ON, com R$ 4,14 bilhões, e Petrobras ON, com R$ 3,96 bilhões.

Já as ações que atingiram as maiores altas foram Tim Participações ON, com valorização de 15,7%; TAM PN, que avançou 11,39%; Tim Participações PN, que subiu 10,03%; Transmissão Paulista PN, que ganhou 8,15%; e Souza Cruz ON, que teve alta de 6,9%.

No mesmo período, as maiores baixas foram registradas pelas ações ON da Cosan, que recuaram 50%; Sadia PN, que perdeu 47,08%; Rossi Residencial ON, que cedeu 46%; Cesp PNB, que diminuiu 36,83%; e BMF BOVESPA ON, que teve desvalorização de 31,67%.

A bolsa também lembra que o Ibovespa fechou o mês de setembro com queda de 11%, aos 49.591 pontos. Além do Ibovespa, todos os índices encerraram o mês com variação negativa. O IBrX-50 perdeu 8,5%, a 7.447 pontos; IBrX-100 caiu 9,3%, a 16.532 pontos; ISE recuou 5,2%, a 1.658 pontos; ITEL cedeu 6,5%, a 1.088 pontos; IEE diminuiu 6,2%, a 16.392 pontos; INDX se desvalorizou 20,7%, a 7.216 pontos; IVBX-2 cedeu 12,2%, a 4.249 pontos; IGC diminuiu 14,2%, a 4.726 pontos; ITAG caiu 13,7%, a 6,102 pontos; Small Cap perdeu 23,2%, a 667 pontos; e MidLarge Cap recuou 8,3%. a 743 pontos.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG