O giro financeiro médio diário na Bovespa caiu no mês de junho. Ele foi 10,28% menor na comparação com maio, totalizando R$ 6,31 bilhões.

O volume caiu à medida em que crescia a aversão ao risco nos mercados financeiros globais. O saldo dos investidores estrangeiros em Bolsa fechou o primeiro semestre no negativo, com a saída de R$ 6,65 bilhões.

O número total de negócios no mês foi de 4,754 milhões, o que configura uma retração de 8,66% na comparação com maio. Na média diária, a queda foi de 13%, para 226.410 negócios.

Os maiores giros financeiros do Ibovespa, carteira teórica com mais de 60 ações, no mês passado foram de Petrobras PN, com R$ 21,491 bilhões, Vale PNA (R$ 12,195 bilhões), CSN ON (R$ 4 bilhões), Petrobras ON (R$ 3,801 bilhões) e Gerdau PN (R$ 3,347 bilhões).

Já os maiores giros financeiros da Bolsa como um todo contaram na terceira posição com OGX ON (R$ 5,547 bilhões), papel que não faz parte do Ibovespa. A petrolífera realizou a maior oferta inicial de ações (IPO, da sigla em inglês) da história da Bolsa brasileira, na qual levantou R$ 6,711 bilhões. Os papéis da companhia começaram a ser negociados na Bovespa no dia 13 de junho.

Leia mais sobre Bovespa

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.