Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Volume de negócios na Bovespa sobe 14,7% e soma R$ 1,37 tri em 2008

SÃO PAULO - Os mercados de ações e de títulos de renda fixa da BM & FBovespa movimentaram R$ 1,37 trilhão no ano passado, o que representa uma alta de 14,7% sobre o total negociado em 2007, quando somou R$ 1,2 trilhão. A média diária de negócios avançou 12,9% na mesma comparação, saindo de R$ 4,9 bilhões para R$ 5,52 bilhões.

Valor Online |

O aumento no volume financeiro negociado teria sido maior se não fosse a forte queda no preço das ações a partir de meados do ano passado. Isso porque o número de transações teve crescimento de 62,9% na comparação anual, somando 61 milhões de negócios em 2008. A média diária subiu 60,3% sobre 2007, para 245.071 transações.

O valor de mercado das 392 empresas com ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), ao final de 2008, era de R$ 1,37 trilhão. NO fim de 2007, esse valor era de R$ 2,47 trilhões, referente a 404 companhias.

Apenas no mês de dezembro de 2008, o volume negociado nos mercados de renda variável e renda fixa somou R$ 76,9 bilhões, com alta de 7,25% sobre os R$ 71,7 bilhões de novembro. A alta se deveu principalmente à recuperação dos preços das ações, já que o total de negócios recuou de 5,5 milhões para 5,1 milhões no mesmo intervalo.

Voltando para a análise dos dados anuais, os mercados de derivativos da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM & F) mostraram recuo nos negócios. Foram transacionados 391,6 milhões de contratos (incluindo financeiros e agropecuários) em 2008, com recuo de 8,15% sobre o total de 426,4 milhões de contratos de 2007. Já o volume financeiro nocional caiu 13,43%, de R$ 32,4 trilhões para R$ 28 trilhões.

Considerando apenas o mercado de ações, os investidores estrangeiros seguiram tendo a maior participação, respondendo por 35,5% do volume, ante 34,5% de 2007. Na segunda posição, ficaram os investidores institucionais, com 27,1%, ante 29,8% em 2007. No mesmo período, as pessoas físicas ampliaram sua fatia de 23% para 26,7%. As instituições financeiras encerraram o ano com participação de 7,8%, ante 10,4%; as empresas, com 2,8%, ante 2,2%; e outros, com 0,1%, ante 0,2%.

Todos os índices do mercado acionário fecharam o ano passado em baixa. O Ibovespa, mais importante deles, teve queda de 41,2%, fechado o ano em 37.550 pontos. Também recuaram em 2008: ITEL (-16,4% a 1.022 pontos); IEE (-11,6% a 15.291 pontos); IGC (-45,6% a 3.697 pontos); ITAG (-44,9% a 4.765 pontos); ISE (-41% a 1.185 pontos); INDX (-46,7% a 5.306 pontos); IBrX-50 (-43,1% a 5.546 pontos); IBrX-100 (-41,7% a 12.539 pontos); IVBX (-36,9% a 3.444 pontos); Small Cap (-50,7% a 493 pontos); MidLarge Cap (-43,4% a 566 pontos); ICON (-35,2% a 697 pontos) e IMOB (-69,3% a 307 pontos).

Leia tudo sobre: bolsa de valores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG