Tamanho do texto

O volume de cheques devolvidos por falta de fundos no País cresceu 4,2% em julho sobre o mesmo período do ano passado. De acordo com a Serasa, no mês, a cada mil cheques compensados, 19,9 foram devolvidos por insuficiência de fundos.

Desde abril não se registrava uma elevação na inadimplência com cheques, na mesma base de comparação.

Na avaliação da Serasa, o aumento dos juros, o maior endividamento do consumidor e as despesas de férias estão pressionando a inadimplência, mas a instituição pondera que ainda não é possível afirmar que seja uma tendência para o segundo semestre.

Na comparação com junho, o aumento na quantidade de cheques sem fundos foi de 7,6%, elevação explicada pela Serasa com base no maior número de dias úteis em julho e ao aumento de gastos nas férias.

No acumulado dos sete primeiros meses de 2008, o volume de cheques devolvidos por falta de fundos no País recuou 1% em relação ao mesmo período do ano passado.

A Região Norte lidera o ranking de inadimplência com cheques, com 42,4 devolvidos a cada mil compensados no acumulado dos primeiros sete meses do ano. Em seguida aparecem o Nordeste (33,8), Centro-Oeste (24,7), Sul (18,5) e Sudeste (16,9).

Leia mais sobre inadimplência

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.