SÃO PAULO - O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, avaliou que as medidas tomadas pelo governo para destravar o crédito e ajudar os bancos são suficientemente amplas e audaciosas para surtir efeito, mas ponderou que os mercados não voltarão à normalidade de maneira rápida.

Em discurso na Câmara de Comércio dos EUA, o dirigente americano avaliou que a reação "extraordinária" do governo aos problemas no ambiente de crédito irão reviver a economia do país. "Leva um certo tempo para o sistema de crédito descongelar", destacou.

Bush considerou ainda que a destinação de US$ 250 bilhões para comprar ações de instituições financeiras não equivale a uma nacionalização dos bancos.

Nesta semana, o governo dos EUA confirmou que usará a primeira parte dos US$ 700 bilhões contemplados no pacote autorizado pelo Congresso para a aquisição de ações de bancos visando fortalecer a confiança no sistema financeiro.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.