Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vivo usará caixa e fará captação para investir R$ 2,635 bi em 2009

A Vivo vai manter o investimento em infraestrutura de rede em 2009. Para esta finalidade, serão desembolsados R$ 2,635 bilhões, dos quais R$ 407 milhões serão empregados em Minas Gerais (MG), onde passou a atuar por meio da compra da Telemig.

Agência Estado |

Em 2008, o investimento em ativo permanente (Capex) da Vivo superou os R$ 6 bilhões, mas este montante contempla eventos extraordinários, como a compra de licenças de terceira geração (3G) de telefonia móvel e a aquisição da operadora mineira. Estes recursos também financiaram a construção da rede no Nordeste, bem como as despesas pré-operacionais. Segundo o presidente da operadora, Roberto Lima, os aportes em infraestrutura de rede em 2008 somaram R$ 2,650 bilhões.

Para executar seus planos de investimento e rolar dívidas, a Vivo vai captar recursos, além de se fiar em seu caixa, que reunia R$ 2,271 bilhões ao final do ano. A escolha da praça - no Brasil ou no exterior - vai depender do custo da captação. De acordo com o diretor de Relações com Investidores da Vivo, Carlos Raimar Schoeninger, da dívida líquida de R$ 5,302 bilhões existente em 31 de dezembro de 2008 (acréscimo de 33,6% sobre a posição do final de setembro), R$ 3,119 bilhões vencem ao longo de 2009. A empresa pretende rolar todos os títulos vincendos.

Questionado se a Vivo ambiciona fazer aquisições em 2009, o presidente da tele respondeu que o mercado está "estreito" e que o interesse da operadora para completar uma importante lacuna de cobertura, que era a Telemig, já foi realizado. Ele declarou, no entanto, que segue atento à licitação de licenças para expandir a capacidade de transmissão de dados da empresa.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG