Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vicunha Têxtil poderá perder mais de R$ 90 mi com derivativos

SÃO PAULO - A Vicunha Têxtil acaba de anunciar que teve perdas realizadas de aproximadamente R$ 65 milhões com operações de derivativos cambiais, que podem chegar a cerca de R$ 92 milhões, se for considerada posição em aberto do final de setembro de uma operação não liquidada. No primeiro semestre deste ano, a empresa havia registrado lucro bruto de R$ 104 milhões.

Valor Online |

De acordo com a empresa, foram liquidados e pagos, em 3 de novembro, contratos que geraram perdas de R$ 12,786 milhões com o UBS Pactual e de R$ 15,6 milhões com o Barclays.

A empresa teve perda ainda de R$ 35,283 milhões em operações de swap com cap de verificação com o Itaú BBA, que foram liquidadas também no dia 3 de novembro. A empresa diz, no entanto, que mantém "francas e produtivas negociações" com o banco para financiar o saldo devido.

A Vicunha disse ainda que possui um contrato a termos de moeda firmado com o Citibank, que ainda não foi liquidado. Diante da alta do dólar, a posição negativa da empresa nesta operação era de R$ 28,116 milhões em 30 de setembro, quando a moeda era cotada próxima de R$ 1,90. Este montante será lançado como uma provisão no balanço da empresa.

A companhia nega que tenham contratos de derivativos em aberto com a Merrill Lynch após ter liquidado uma transação deste tipo em 12 de setembro "com ajustes zerados entre as partes".

Na nota em que comenta as perdas, a Vicunha Têxtil calcula suas perdas como sendo da ordem de R$ 70 milhões. Nenhum executivo da empresa estava disponível para comentar a diferença entre este montante e a soma das perdas em cada operação já liquidada (R$ 63,669 milhões), ou se trata-se de apenas um arredondamento para cima. A empresa reforça que vai divulgar seu balanço até sexta-feira e que divulgará as informações determinadas pela Deliberação nº 550 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG