Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vice-primeiro-ministro russo se reúne com presidente cubano

Havana, 9 nov (EFE) - O vice-primeiro-ministro russo, Igor Sechin, se reuniu na noite passada com o presidente de Cuba, general Raúl Castro, informou hoje a imprensa oficial.

EFE |

Sechin foi a Cuba pela terceira vez nos últimos três meses, desta vez procedente de Nicarágua e Venezuela e acompanhado por funcionários e empresários, para uma visita de poucas horas, durante as quais assistiu a uma reunião de negócios bilateral, informaram à Agência Efe fontes russas em Havana.

Segundo o jornal "Juventud Rebelde", foi "uma visita de trabalho", como parte "do intenso processo de desenvolvimento das relações entre os dois países".

Castro e Sechin conversaram sobre assuntos de interesse mútuo e a atual situação internacional, inclusive a crise financeira, acrescenta o periódico.

O vice-primeiro-ministro chegou a Havana no mesmo dia em que o chanceler cubano, Felipe Pérez Roque, iniciava uma visita a Moscou, convidado pelo chanceler russo, Serguei Lavrov.

Sechin também esteve na Venezuela e em Nicarágua, onde se reuniu com os presidentes Hugo Chávez e Daniel Ortega, respectivamente, e liderou, junto com o vice-presidente do Conselho de Ministros de Cuba, Ricardo Cabrisas, uma reunião da Comissão Intergovernamental para a colaboração econômico-comercial e técnico-científica.

Neste Conselho, foi revisada a colaboração bilateral em assuntos como energia, transporte e educação, disseram à Efe fontes da Embaixada russa.

A última visita de Sechin a Havana havia acontecido em meados de setembro, quando negociou, entre outros assuntos, o envio de ajuda para os desabrigados dos furacões "Ike" e "Gustav".

Segundo o "Juventud Rebelde", Castro agradeceu novamente, ontem à noite, a ajuda para a reconstrução no momento em que havia chegado a Cuba o terceiro furacão do ano, o "Paloma", que perdeu força durante a noite no leste da ilha.

Além disso, Sechin esteve em Cuba em julho, acompanhado pelo secretário do Conselho de Segurança da Rússia, general Nikolai Patrushev, e se reuniu também com Castro.

Nas últimas semanas, as visitas de funcionários russos a Cuba se tornaram freqüentes.

Em outubro, estiveram no país o chefe das Forças Aéreas Táticas, general Aleksander Maslov, e o ministro de Comunicação, Igor Olegovich Schegolev.

O número dois da Igreja ortodoxa russa, Kiril Gundjaev, consagrou a primeira catedral de sua igreja em Cuba e se reuniu com o ex-presidente Fidel Castro, que se recupera desde julho de 2006 de uma doença intestinal.

A Rússia ocupa o décimo lugar entre os parceiros comerciais de Cuba, enquanto a ilha é o sexto entre os países latino-americanos que negociam com os russos.

O comércio de Cuba e Rússia subiu, em 2007, para mais de US$ 350 milhões, e, nesse mesmo ano, 29 mil turistas russos visitaram a ilha, segundo dados oficiais. EFE am/fh/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG