Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vice-líder privada de eletricidade no Brasil perde 6,4% de lucro

Roma, 28 out (EFE).- A empresa italiana Terno, que controla a segunda sociedade privada de eletricidade do Brasil em fração de mercado, perdeu 6,4% de seu lucro líquido no terceiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2007, embora em 2008, até setembro, ainda acumule um crescimento de 2,4%.

EFE |

A receita de Terno no terceiro trimestre de 2008 aumentou 8,4% em relação ao mesmo período de 2007, chegando a 372,1 milhões de euros (US$ 463,7 milhões).

O lucro líquido, porém, caiu 6,4%,ficando em 82,7 milhões de euros (US$ 103 milhões).

Desde o início de 2008, o lucro líquido da empresa é de 298,8 milhões de euros (US$ 373 milhões), enquanto a receita bruta subiu 5,5%, situando-se em 1,04 bilhões de euros (US$ 1,298 bilhões), devido a um maior uso da rede na Itália e no Brasil.

A receita por uso da rede da Terno Participações, sua sociedade brasileira, aumentou em 28,3 milhões de euros (US$ 35,3 milhões), crescimento motivado pelo ajuste anual do marco de concessão, pela ampliação do perímetro da rede e pela média do valor do real.

A Terno "prevê concluir 2008 com maior receita que no ano passado, sobretudo graças ao impacto positivo de sua porção brasileira pela revisão anual de sua renda e a consolidação de sua sócia Eteo", conta o comunicado da empresa.

O patrimônio líquido da companhia elétrica italiana até 30 de setembro deste ano ficou em 2,2237 bilhões de euros (US$ 2,274 bilhões).

Os investimentos da Terno tiveram um considerável aumento até setembro deste ano, crescendo em 40,2%, até 484,5 milhões de euros (US$ 604,5 milhões).

O resultado bruto de exploração (Ebitda) chegou a 759,3 milhões de euros (US$ 946 milhões) -4% a mais- e o líquido de exploração (Ebit) aumentou até 558,1 milhões de euros (US$ 695,3 milhões) - mais 1,3%.

mcs/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG