Tamanho do texto

GENEBRA - Viajar de avião custará 5% mais barato na média em 2009, de acordo com projeções da Iata, a associação internacional das companhias aéreas. A passagem aérea deve baixar sobretudo com a intensificação da concorrência no meio da recessão econômica.

Globalmente, as companhias de aviação devem reduzir pela metade suas perdas, passando de US$ 5 bilhões este ano para US$ 2,5 bilhões em 2009. A projeção considera o preço do barril de petróleo a US$ 60, comparado com a projeção anterior de US$ 110.

Todas as regiões, com exceção dos Estados Unidos, deverão ter prejuízos em 2009 maiores do que em 2008.

Na América Latina, as perdas das companhias aéreas vão dobrar para US$ 200 milhões no ano que vem, afetadas pela recessão dos Estados Unidos e queda no mercado de commodities.

O tráfego de passageiros deve declinar 4% na região e a capacidade será cortada em 0,2%, menos do que no resto do mundo.

Globalmente, o tráfego de passageiros deve cair 3%, de cargas, 5%, com os ganhos declinando em conseqüência 6%.

O faturamento total das empresas aéreas é previsto para declinar a US$ 501 bilhões, uma queda de US$ 35 bilhões em comparação ao previsto para este ano.

A queda no preço do petróleo explica por que as companhias aéreas americanas poderão ter um pequeno lucro de US 300 milhões, mas que representa apenas 1% de seu faturamento.

Leia mais sobre passagens aéreas