Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Viagens ao centro podem cair até 60%

O secretário municipal dos Transportes, Alexandre de Moraes, afirmou que, com as obras do novo pacote de trânsito, há a possibilidade de reduzir em 60% as viagens para o centro de São Paulo. Isso tanto de carro quanto de ônibus.

Agência Estado |

" Segundo Moraes, depois das obras, o número de ônibus que circula por hora na Avenida Paulista cairá de 280 para "no máximo 120". "Dessa forma, vamos deslocar ônibus para lugares da cidade que mais precisam."

Gerente de Projetos da Companhia de Engenharia de Tráfego, Ricardo Laiza, foi mais longe e afirmou que a velocidade média nos corredores de ônibus vai aumentar de 12 km por hora para 25 km por hora em 2010. "As projeções, mesmo com dados não totalmente analisados, mostram que esse conjunto de intervenções reduzirá em 30% o índice de congestionamentos em toda a cidade. Com o fim do Rodoanel, chegaremos a 60%", disse.

"Vamos concluir o Rodoanel às 11h15 do dia 27 de março de 2012", completou o diretor de Engenharia da Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa), Paulo Souza. "Toda a vez que eu falo isso, o secretário (Mauro Arce, dos Transportes) me olha feio. Mas eu garanto isso."

Outro foco das medidas é a Avenida dos Bandeirantes. O projeto do início da década de uma faixa exclusiva para caminhões será retomado. A chamada faixa segregada terá 7,7 km. "Vamos retirar os semáforos e transformá-la em via expressa", diz Souza. Medida semelhante será adotada na zona norte: serão retirado semáforos nas Ruas João Teodoro, São Caetano, Paula Souza e Avenidas do Estado e Mercúrio.

Avenidas alargadas

Uma das principais apostas da CET para reduzir os congestionamentos na cidade e diminuir os deslocamentos entre periferia e centro está no segundo grupo de obras do edital que será lançado em 60 dias e ficou voltado para a zona sul da capital paulista. As Avenidas Sadamu Inoue, Carlos Caldeira Filho e Carlos Lacerda, e as Estradas do M'Boi Mirim, Cachoeirinha, Itapecerica e Belmira Marin serão alargadas e duplicadas (com três faixas em cada sentido). A Carlos Caldeira Filho passará por cima do córrego do chamado Morro S, e necessitará desapropriar várias casas. O entorno da Represa de Guarapiranga será urbanizado e a Avenida Robert Kennedy "servirá como um muro de proteção", enumerou o secretário-adjunto da Secretaria de Infra-Estrutura e Obras, Marcos Penido.

"É uma obra fundamental para no futuro não termos problemas de abastecimento em relação ao circuito verde da Guarapiranga", disse Penido. E, a exemplo da Marginal do Pinheiros, com a ponte estaiada, esse grupo de obras conta com "uma obra de arte". Uma ponte de 580 metros sobre a Estrada do Jaceguai.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG