s de NY comprova momento ruim do mercado de arte - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Venta na Sotherby s de NY comprova momento ruim do mercado de arte

Um terço dos lotes de arte contemporânea oferecido em leilão na terça-feira à noite na Sotherbys de Nova York não encontrou compradores, um reflexo da crise econômica global em um setor que há pouco estava no auge.

AFP |

Dos 63 apresentados na terça-feira, apenas 43 tiveram compradores, incluindo pinturas de Jeff Koons, Damien Hirst, Philip Guston, Yves Klein e móveis de Alexander Calder, entre outros.

Uma grande tela de Yves Klein na intensa cor azul que o francês tornou famosa, "Archisponge" (1960), foi a melhor venda da noite, ao ser adquirida por pouco mais de 21 milhões de dólares. No entanto, o valor ficou abaixo da estimativa de US$ 25 milhões feita pela casa.

Entre as obras que não conseguiram superar o preço base estão peças de Robert Rauschenberg, Willem de Kooning, Anish Kapoor, Roy Lichtenstein, Andy Warhol, Lucian Freud e Jean-Michel Basquiat. Além disso, algumas vendas foram concretizadas pela oferta mínima, entre elas obras Mark Rothko e Jeff Koons.

Processos de vendas similiares aos da Sotherby's foram observados semana passada em Nova York em um leilão de arte impressionista e moderna da rival Christie's.

sms/fp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG