Caracas, 7 jan (EFE).- A estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA) informou hoje que reduziu em 166 mil barris ao dia suas exportações de petróleo para os Estados Unidos.

A decisão se enquadra no corte de 189 mil barris diários com o qual a Venezuela havia se comprometido em respeito à determinação que a Orgaização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) tomou em dezembro para conter a desvalorização do insumo.

"A PDVSA já informou seus parceiros e clientes do estrito cumprimento da medida (...)", diz um comunicado da empresa.

A estatal venezuelana informou que, dos 189 mil barris diários que deixarão de ser produzidos, 166 mil iriam para os Estados Unidos, 18 mil para a China e 5 mil para a Europa.

"Este corte de 189 mil barris diários, efetivo desde 1º de janeiro de 2009, se soma às reduções na produção (...) implementadas pela PDVSA em atendimento aos acordos da Opep alcançados durante as reuniões de setembro e outubro de 2008", indica o comunicado oficial.

A diminuição total na produção venezuelana é de "364 mil barris diários de petróleo", o que coloca a produção atual do país "em 3,011 milhões de barris diários". EFE gf/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.