Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Venezuela não pedirá reunião extraordinária da Opep

Pequim, 24 set (EFE).- O ministro da Energia e Petróleo da Venezuela, Rafael Ramírez, disse hoje na China que seu país não pedirá por enquanto uma reunião extraordinária da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para discutir um novo ajuste de seus níveis de produção.

EFE |

"Isso ainda não faz parte dos nossos planos", afirmou Ramírez em Pequim, onde faz parte da comitiva do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que realiza sua quinta viagem oficial ao país asiático para reforçar a cooperação, especialmente em matéria petrolífera.

Após a redução da produção estipulada pelo cartel em sua cúpula no começo do mês, alguns membros como a Venezuela estavam considerando a convocação de uma sessão extraordinária antes da reunião que será realizada em dezembro.

No entanto, Ramírez, que também é presidente da estatal PDVSA (Petróleos de Venezuela), assegurou que por enquanto não há a intenção de pedir uma reunião antes dessa data.

Suas declarações coincidem com as altas no preço do petróleo (o barril da commodity da Opep disparou ontem para US$ 97,92), após o pacote de medidas apresentado na sexta-feira passada pela Casa Branca para salvar o sistema financeiro americano.

A Venezuela, país fundador da Opep, é o quinto maior exportador mundial de petróleo e um dos principais fornecedores aos Estados Unidos. EFE cg/mh

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG