Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Venezuela lembra aos EUA que outros países também rejeitam proposta de Lamy

Genebra, 28 jul (EFE).- O ministro de Indústria e Comércio da Venezuela, William Antonio Contreras, lembrou hoje aos Estados Unidos que a Índia e a China não são os únicos países que rejeitam o projeto de acordo apresentado pelo diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy.

EFE |

"Os Estados Unidos fizeram uma acusação muito forte à Índia e à China de estarem bloqueando o acordo, e desconhece que também foi rejeitado por Argentina, Venezuela, Cuba e Nicarágua, entre outros", disse Contreras à Agência Efe.

Washington acusou hoje diretamente a China e a Índia de estarem colocando em perigo o êxito da Rodada do Desenvolvimento de Doha, ao terem rejeitado a proposta de convergência redigida por Lamy.

"Suas ações puseram em perigo toda a rodada, a rodada do desenvolvimento", disse hoje o embaixador David Shark em reunião na OMC.

"É uma atitude midiática, que não tem nada a ver com a realidade", disse Contreras, para quem a declaração dos Estados Unidos "foi grosseira com os países em desenvolvimento".

Contreras disse que seu pedido de obter um tratamento especial em matéria de desenvolvimento industrial não foi resolvido, e esclareceu sua posição.

"Nós não estamos aqui para bloquear um acordo, mas para defender nossos interesses e que se cumpra o mandato da rodada, que é a do desenvolvimento", acrescentou o ministro.

"A responsabilidade política do êxito está do lado dos países desenvolvidos", concluiu. EFE mh/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG