Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Venezuela e Rússia esperam produzir 1 mbd de cru na Faixa do Orinoco

A estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA) e um consórcio de empresas russas esperam produzir a médio prazo um milhão de barris de petróleo diários (mbd) na riquíssima Faixa do Orinoco, no leste do país sul-americano, informou nesta quarta-feira o ministro da Energia venezuelano.

AFP |

"Com este acordo, vamos ser capazes de produzir um milhão de barris em conjunto" na Faixa, disse à imprensa Rafael Ramírez, titular da pasta de Energia e presidente da PDVSA, durante um ato de assinatura de convênios entre Venezuela e Rússia em Caracas.

Rámirez explicou que se trata de um "acordo político" e que a partir de agora "as empresas russas Gazprom, Lukoil, TNK-BP e Rosneft começarão a estudar as áreas para participar diretamente dos projetos".

Como parte da visita de 24 horas do presidente russo Dimitri Medvedev à capital venezuelana, o ministro destacou que algumas destas empresas já participam de projetos de certificação de reservas nos blocos Junín 3, Ayachucho 2 e Ayacucho 3.

Venezuela, que conta atualmente com reservas provadas de 142,31 bilhões de barris, prevê elevar esta cifra a 316 bilhões de barris. Deste total, 235 bilhões estariam sob a Faixa do Orinoco, uma área de 55.314 km2 no leste do país.

pt/cd/sd

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG