Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Venezuela diz que está perto de acordo com Holcim

O ministro de Petróleo da Venezuela, Rafael Ramirez, disse que um acordo de pagamento com a suíça Holcim deve ser fechado em breve, depois de o governo ter nacionalizado a companhia produtora de cimento em 2008. Uma acordo será alcançado em breve com a Holcim, disse Ramirez.

Agência Estado |

A Venezuela nacionalizou o setor de cimento em 2008, confiscando os ativos da Holcim e de outras companhias, como a mexicana Cemex e a francesa Lagarge. O governo fez uma oferta de pagamento à Holcim no ano passado, que foi rejeitado pela empresa.

O governo fez uma oferta inicial de pagamento para a Holcim no ano passado, mas que a companhia rejeitou e, na ocasião, disse que iria recorrer à arbitragem internacional. Ramirez também disse que a Venezuela está trabalhando no pagamento da compensação dos ativos da Lafarge e espera que um acordo seja fechado em breve.

Com relação a Cemex, Ramirez disse que a Venezuela pode abrir um processo contra a firma mexicano por tentativa de retirar secretamente, por navio, os ativos da companhia do país, logo após a nacionalização da unidade venezuelana.

Ramirez disse que a Cemex usou um número de navios com bandeira Venezuela para transferir os ativos para o Panamá. Ele disse que a Cemex removeu a bandeira venezuelana dos navios durante a viagem para que eles chegassem à salvo no Panamá. O ministro venezuelano acrescentou que o movimento forçou as autoridades venezuelanas a isolarem vários portos num esforço de impedir a ação da Cemex.

Desde que a Venezuela anunciou a nacionalização da unidade da Cemex, a companhia mexicana tem rejeitado qualquer oferta de pagamento do governo, dizendo que a tomada dos ativos é ilegal. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG