A estatal petrolífera venezuelana Petróleo de Venezuela S.A.

(PDVSA) anuncia hoje, no Simpósio Internacional e Mostra de Tecnologia da Agroindústria Sucroalcooleira, em Piracicaba (SP), a aquisição de 4 destilarias de etanol da Dedini Indústrias de Base. Segundo o diretor de exportação da Dedini, Antonio Carlos Pereira, serão as primeiras unidades para a produção de álcool combustível na Venezuela, já que as destilarias fabricam o produto para outros fins. Os valores do negócio não foram divulgados.

O acordo entre PDVSA Agrícola e a Dedini prevê o fornecimento das unidades industriais com capacidade de produção, cada uma, de 700 mil litros por dia de etanol, a serem entregues em até 17 meses em Barinas, Portuguesa, Cojedes e Trujillo.

Em 2007, a Dedini entregou para a PDVSA uma planta piloto que produz 25 mil litros de etanol por dia, considerado o embrião do Projeto Etanol da estatal venezuelana. A PDVSA planeja tornar o país auto-suficiente na mistura de 10% de etanol à gasolina, em substituição aos produtos poluentes e tóxicos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.