A Venezuela atribuiu nesta quarta-feira à falta de vontade política dos países ricos o fracasso das negociações da OMC (Organização Mundial do Comércio) em Genebra.

"Os países industrializados pretendiam impor seus interesses ao resto dos membros da OMC", disse o ministro venezuelano da Indústria e Comércio, Willian Contreras, em reunião do Conselho de Negociações Comerciais da organização.

Contreras denunciou que as discussões ficaram centradas no reduzido núcleo das sete potências comerciais (EUA, União Européia, Índia, Brasil, Japão, Austrália e China).

O governo venezuelano do presidente Hugo Chávez faz parte da Alba (Alternativa Bolivariana das Américas, junto a Cuba, Nicarágua, Bolívia e Dominicana), criado como alternativa aos planos de liberalização do comércio no continente promovidos pelos Estados Unidos.

js/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.