BRASÍLIA - As vendas reais da indústria brasileira avançaram 2% em junho ante um mês antes, pelo critério dessazonalizado. Na série sem ajuste, o aumento foi de 3,8%, informou a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Ante junho de 2007, as vendas reais expandiram-se 10,5%. No primeiro semestre deste ano, houve crescimento de 8,4% perante igual intervalo do calendário anterior.

Em relatório, os economistas da CNI notaram que o índice sem ajuste (de 3,8%) é o maior para junho desde o início da série em 2003. O organismo registra que a melhora também ocorreu no índice mensal dessazonalizado (2%) após queda de 0,2% em maio. Segundo ele, o resultado de junho sustenta a continuidade na trajetória ascendente do faturamento industrial no ano.

No semestre, a expansão ocorreu em todos os 17 setores pesquisados pela CNI frente a igual período de 2007, sendo que 11 deles tiveram aumento de dois dígitos. O destaque foi para veículos automotores, com crescimento de 24,4% no semestre, ou um terço da expansão total, material eletrônico e de comunicação (23%) e outros equipamentos de transportes (20,1%).

Leia mais sobre indústria

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.