Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vendas no varejo nos EUA caem 1,2% em maio

Principal redução foi em lojas de material de construção, concessionárias e postos de gasolina; resultado é pior que o esperado

EFE |

As vendas no varejo nos Estados Unidos caíram 1,2% em maio, primeira queda desde setembro, informou hoje o Departamento de Comércio. Os valores das vendas, ajustados por estação, mostraram reduções substanciais nas lojas de ferramentas e materiais de construção, nas concessionárias de veículos automotivos, nos postos de gasolina e nas lojas de departamentos.

Em outros setores ocorreram reajustes modestos. Os resultados foram piores do que os esperados pelos analistas que tinham calculado aumento de 0,2% nas vendas, quebrando uma sequência de elevação de sete meses, a maior desde 1999.

Os consumidores, cuja despesa equivale nos EUA a quase 70% do Produto Interno Bruto, seguem tendo dificuldades devido ao frágil crescimento de suas receitas e os altos índices de desemprego. Mas alguns analistas assinalam que não se deve exagerar na importância do dado de um mês, e é preciso observar as tendências.

Em abril, as vendas no varejo subiram 0,6% e, ainda com a redução do quinto mês deste ano, as vendas no varejo subiram 6,9% desde maio de 2009. A grande surpresa do mês ocorreu nas vendas de carros, cujo valor recuou 1,6%. Excluídos os veículos, as vendas no varejo desceram 1,1% no mês passado, a maior redução desde março de 2009. EFE jab/dm

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG