Tamanho do texto

As vendas no varejo da China aumentaram 22% em outubro, na comparação com o total do mesmo mês de 2007, e alcançaram 1,008 trilhão de yuans (US$ 147,671 bilhões), segundo o Escritório Nacional de Estatísticas do governo chinês. O aumento foi menor do que os 23,2% de setembro.

No acumulado do ano, as vendas no varejo da China cresceram 22%, para 8,797 trilhões de yuans (US$ 1,288 trilhão), com o mesmo porcentual de aumento apresentado em setembro.

Os números se somam a uma série de dados que mostram a desaceleração da economia chinesa, e que levaram o governo a anunciar no último domingo um pacote de 4 trilhões de ienes (US$ 586 bilhões) para estimular o crescimento.

Mas, segundo os economistas, o impacto do pacote não será sentido de imediato no setor varejista. O economista Shen Minggao, da revista Caijing, prevê que o setor enfrentará desaceleração ainda maior nos próximos meses. "É inevitável", afirma.

Investimento estrangeiro

O investimento direto estrangeiro na China totalizou US$ 81,1 bilhões no período de janeiro a outubro, informou o Ministério do Comércio chinês. O dado representa uma expansão de 35% sobre o do mesmo período do ano passado, crescimento menor do que os 39,9% do período de janeiro a setembro. O ministério não informou o total do mês de outubro. As informações são da Dow Jones.