Tamanho do texto

SÃO PAULO - As vendas do comércio varejista no Brasil cresceram 4,2% em 2008, quando comparadas com os resultados do ano anterior. Apesar do avanço, a alta é menor do que a registrada em 2007, quando o crescimento foi de 6,3% sobre 2006, segundo dados divulgados hoje pela Serasa Experian.

A pesquisa mostra que, no período, as vendas a prazo tiveram crescimento de 4,4% em 2008, ante 2007, enquanto as vendas à vista caíram 21,1% na mesma base de comparação. "O crédito foi o responsável pela alta do varejo em todo o Brasil", afirmou a instituição em relatório.

No entanto, em 2007, as vendas a prazo tinham registrado crescimento maior, de 12,6%, na comparação com 2006, enquanto as vendas à vista, tiveram um recuo menor do que o verificado agora, de 19%. A Serasa explica que o menor crescimento das vendas no ano passado já refletiu principalmente o encolhimento do crédito, em relação a 2007, "por conta dos juros elevados e pelo maior endividamento de parte da população em prazos mais longos".

Segundo a análise da entidade, esta situação é revelada nos dados mais recentes do Banco Central. De acordo com estes dados, o crédito ao consumidor cresceu 23,3% no acumulado janeiro a novembro de 2008, enquanto em 2007, o crescimento foi de 30,7%.

O Indicador Serasa Experian do Nível de Atividade do Comércio é baseado nas amostras das consultas ao banco de dados da entidade.

(Vanessa Dezem | Valor Online)