Tamanho do texto

As vendas varejistas caíram 1,2% em setembro nos Estados Unidos, em meio à crise financeira e à redução do acesso ao crédito, segundo dados divulgados pelo governo americano nesta quarta-feira.

A queda calculada pelo departamento de Comércio americano é muito maior que a prevista, de 0,7%, e é a maior desde agosto de 2005.

Como vem ocorrendo há vários meses, o índice foi forçado pelo setor automotivo. Sem contar a redução da venda de veículos, a queda fica em 0,6%, superior às expectativas dos analistas, que previam um recuo de 0,2%.

Estes dados confirmam a tendência atual dos americanos de reduzir seus gastos, diante da crise financeira e a dificuldade de acesso ao crédito.

mj/dk/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.