Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vendas no varejo caem 0,3% no mês em outubro, informa IBGE

RIO - As vendas no varejo brasileiro declinaram 0,3% em outubro, invertendo a direção tomada em setembro, quando aumentou 1% (dado revisto). Os dados contam com ajuste sazonal.

Valor Online |

Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a queda apurada em outubro interrompe uma seqüência de sete meses consecutivos de crescimento.

Das dez atividades pesquisadas, sete verificaram recuo entre um mês e outro, como Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (-0,1%), Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,2%) e Móveis e eletrodomésticos (-0,9%).

Verificaram retração também Combustíveis e lubrificantes, Material de construção e Tecidos, vestuário e calçados, além de Veículos e motos, partes e peças.

O levantamento do IBGE contempla elevação de 10,1% nas vendas varejistas perante outubro de 2007 e acréscimo de 10,4% no acumulado deste calendário. Em 12 meses, houve aumento de 10,3%.

No comparativo outubro deste ano com igual mês do exercício anterior, todas as atividades do varejo apresentaram expansão no volume de vendas. Verificaram aumento de dois dígitos, por exemplo, Móveis e eletrodomésticos (15,8%), Combustíveis e lubrificantes (10,5%) e Equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (44,1%).

A receita nominal subiu 0,1% em outubro, seguindo alta de 1,2% um mês antes. Perante outubro de 2007, houve expansão de 16,7%. No acumulado do ano, o crescimento foi de 16,3%. Em 12 meses, o avanço correspondeu a 15,8%.

O IBGE mostrou também que o comércio varejista ampliado - varejo mais as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção - apresentou elevação de 3,7% no volume de vendas e de 9,2% na receita nominal em outubro na comparação com mesmo mês de 2007. De janeiro a outubro, essas taxas foram positivas em 12,7% e 17,9%, na ordem. Em 12 meses, houve ampliação de 12,6% nas vendas e de 17,5% na receita nominal.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG