Washington, 1 ago (EFE).- O Grupo Chrysler anunciou hoje que suas vendas nos Estados Unidos durante o mês de julho caíram 29% devido, entre outros fatores, à contração do mercado de pickups e jipes.

Apesar da queda de vendas, o grupo Chrysler também disse que seus resultados financeiros estão de acordo com os planos da companhia.

"Apesar dos problemas econômicos e das dificuldades do setor, seguimos tendo um rendimento melhor que o de nosso plano financeiro para o segundo trimestre e para a primeira metade de 2008" afirmou Ron Kolka, diretor financeiro da companhia Chrysler.

Das três marcas do grupo, Chrysler, Dodge e Jeep, a primeira é a que mais teve perdas nas vendas no mês passado.

A demanda de veículos da marca Chrysler caiu 40% e só um modelo do fabricante, a minivan Town & Country, conseguiu números de vendas positivos.

A Chrysler vendeu 8.070 unidades da minivan, valor 24% maior que há um ano. Em conjunto, a marca terminou o mês com vendas de apenas 20.858 unidades.

A fabricante Jeep também sofreu perdas significativas. A marca teve queda de 39% em suas vendas em julho, para 22.705 unidades.

Já a Dodge conseguiu reduzir suas perdas em 17% . Em conjunto, a marca vendeu 54.546 unidades.

O vice-presidente do conselho de administração do Grupo Chrysler, Jim Press, afirmou que a empresa está "escrevendo um novo capítulo na história do setor do automóvel à medida que os clientes, concessionários e companhias se ajustam ao ambiente variável".

"Chrysler está experimentando muitas mudanças que nos permitem ser otimistas. A curto prazo, nossos modelos de 2009 estarão chegando em breve aos concessionários e nossos pacotes de incentivos de agosto são os melhores do ano", ressaltou. EFE crd/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.