Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vendas de smartphones crescem 15,7% no segundo trimestre

SÃO PAULO - As vendas mundiais de telefones inteligentes (smartphones) aumentaram 15,7% no segundo trimestre deste ano, ante igual período do ano passado, atingindo a marca de 32,2 milhões de unidades. Essa expansão, segundo a consultoria Gartner, garantiu que esses aparelhos continuassem a representar 11% de todos os telefones celulares vendidos no período.

Valor Online |

Embora as vendas de smartphones (na primeira metade de 2008) tenham chegado a 64 milhões de unidades, 22% mais que o registrado no primeiro semestre de 2007, o ritmo de crescimento foi menor do que aquele verificado no ano passado, afirmou a analista do Gartner Roberta Cozza. O atual cenário econômico continua a impactar negativamente o mercado, limitando os gastos dos consumidores e as compras de reposição em geral, acrescentou.

Segundo o Gartner, as vendas de smartphones também caíram por conta da introdução da tecnologia de controle de funções por toque. Essas características, que ainda não se difundiram entre os smartphones, estão presentes em outros aparelhos, que têm ganho mercado.

A disponibilidade mais ampla de novos modelos de smartphones com tecnologia de toque, em conjunto com a introdução global do iPhone 3G (celular de terceira geração da Apple) irão ajudar as vendas de smartphones a recuperar para níveis mais fortes no terceiro trimestre, afirma Cozza.

Segundo o Gartner, a América do Norte continua sendo a região com o ritmo mais forte de crescimento nas vendas dos celulares inteligentes. No segundo trimestre, o comércio desses aparelhos na região aumentou 78,7%, em relação ao mesmo período de 2007. No total, a América do Norte concentra 25% das vendas de aparelhos desse tipo em todo o mundo.

A consultoria verificou, ainda, que embora a finlandesa Nokia tenha mantido a primeira colocação no ranking do setor, com 47,5% do mercado de smartphones, seu crescimento no segundo trimestre, de 8,1%, foi praticamente a metade da média geral no período em todo o mundo, de 15,7%.

A Research in Motion (RIM), fabricante dos celulares BlackBerry, foi a que mais cresceu no intervalo, com uma expansão de 126,4%, para 5,59 milhões de unidades. Isso assegurou a ela a segunda posição no mercado, com uma fatia de 17,4% das vendas totais.

Outra companhia que teve forte expansão foi a HTC, cujo volume de aparelhos comercializados no segundo trimestre deste ano foi de 1,33 milhão de unidades, 119,6% mais que no mesmo período de 2007.

Para se manter competitiva, a Nokia terá que apresentar mais variações de design entre seus modelos da série N e se manter inovando, afirma Cozza. O esperado lançamento de um smartphone com tela sensível a toque na segunda metade deste ano será um teste para avaliar a capacidade da empresa de mostrar diferenciação e inovação, acrescentou.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG