O faturamento da indústria de bens de capital atingiu R$ 16,7 bilhões no primeiro trimestre de 2010

As vendas da indústria de máquinas e equipamentos atingiram R$ 16,7 bilhões no primeiro trimestre de 2010, um aumento de 20,2% com relação ao mesmo período de 2009. De acordo com a Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), a alta foi puxada pela recuperação do setor depois desaceleração causada pela crise econômica mundial.

Os dados divulgados nesta quarta-feira pela Abimaq mostram que o aumento do faturamento nominal (descontada a inflação do período) foi de 19,9%. Os números positivos revelam que as empresas do setor estão recuperando gradativamente o crescimento, mas ainda não atingiram o faturamento registrado antes da crise.

O mês de março foi o principal período para essa melhora. O aumento foi de 27,6%, em relação a março de 2009 e de 46,7%, com relação ao mês anterior. "O faturamento foi de R$ 7,2 bilhões, esse número é o maior desde novembro de 2008; mas não foi suficiente para superar setembro de 2008, quando o faturamento do setor chegou a mais de R$ 8 bilhões", afirmou Carlos Pastoriza, diretor-secretário da Abimaq.   

As exportações do setor, no entanto, caíram 4,4% no primeiro trimestre do ano, com relação ao mesmo período de 2009. O volume de vendas foi de R$ 1,8 milhões nos três primeiros meses do ano, segundo Pastoriza, a apreciação do real frente ao dólar e a crise mundial, ainda sentida por alguns países, foram as principais razões pela queda.

Na contramão das exportações, as importações de máquinas e equipamentos apresentaram alta significativa no primeiro trimestre de 2010. O volume de importações atingiu mais de US$ 5 milhões entre janeiro e março deste ano, 5% a mais que o valor do mesmo período de 2009. Os Estados Unidos e a Alemanha representam 40% dos bens importados.

A Abimaq representa mais de 4.5 mil empresas dos mais diferentes segmentos fabricantes de bens de capital, cujo desempenho tem impacto direto sobre os demais setores produtivos nacionais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.