Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vendas de carros despencam na Argentina

O setor automobilístico, menina dos olhos dos Kirchners, é um dos mais atingidos pela crise econômica. As vendas das montadoras despencaram 32,2% em novembro em comparação a outubro, a maior queda em mais de meia década.

Agência Estado |

As exportações de automóveis caíram 28,6% ante outubro.

Entre janeiro e novembro foram vendidas 576 mil unidades. Desta forma, será praticamente impossível atingir a meta original deste ano, de 620 mil veículos.

Afetadas pela queda do consumo interno e das exportações (metade da produção é destinada ao exterior, majoritariamente para o Brasil), as montadoras e fábricas de autopeças iniciaram as demissões há um mês.

Os sindicatos já reagiram. Nesta semana, pela primeira vez desde a crise de 2001-2002, o setor automotivo foi alvo de uma série de manifestações em grande escala e greves, em protesto contra as demissões e férias coletivas para quase 10 mil operários (o equivalente a 12% do total de trabalhadores do setor).

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG