Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vendas das principais montadoras nos EUA caem mais de 30% em dezembro

SÃO PAULO - Em meio a uma das piores crises já vividas pelo setor automotivo, as principais montadoras instaladas nos Estados Unidos registraram em dezembro do ano passado queda superior a 30% nas vendas internas, quando comparadas ao mesmo mês de 2007. Com o agravamento da crise financeira e a possibilidade de encolhimento da economia americana em 2009, os consumidores reduziram significativamente o apetite por carros novos nos últimos meses, o que acabou puxando o desempenho do mercado em 2008 para um patamar bem inferior ao registrado no exercício anterior.

Valor Online |

 

Líder em vendas no mercado americano, a General Motors (GM) contabilizou 220,03 mil unidades vendidas em dezembro, uma queda de 31% em relação ao mesmo mês de 2007. A japonesa Toyota vendeu 141,95 mil unidades no último mês do ano passado, recuo de 36,7%. Já a Ford viu suas vendas caírem 32,4%, para 193,07 mil veículos.

O maior tombo mensal, no entanto, foi registrado pela Chrysler. A montadora vendeu 89,813 mil veículos em dezembro, uma queda de sonoros 53% sobre o mesmo mês de 2007.

Um pouco mais abaixo, a Honda informou ter comercializado 86,08 mil veículos nos Estados Unidos em dezembro último, uma queda de 34,7% em relação ao desempenho observado no último mês de 2007.

A Nissan, por sua vez, viu as vendas caírem 30,7% em igual intervalo de comparação, para 62,1 mil unidades. Já a BMW mostrou queda de 35,9% nas vendas, que fecharam dezembro em 21,62 mil veículos.

Somadas, as vendas das sete montadoras ficaram em 760,67 mil unidades em dezembro, uma redução de 36,3% na comparação com o mesmo mês de 2007.

No acumulado do ano, o recuo foi um pouco mais discreto, puxado justamente pelo movimento dos últimos meses. Entre as principais montadoras, o maior declínio anual também foi registrado pela Chrysler. A empresa amargou uma queda de 30% nas vendas nos Estados Unidos, que somaram 1,45 milhão de unidades.

Já a GM vendeu 2,95 milhões de veículos no ano passado, queda de 22,7% ante 2007, no pior desempenho em 49 anos. Na seqüência aparece a Ford, com 1,99 milhão de unidades comercializadas e recuo de 20,7% em igual intervalo de comparação.

A Toyota viu as vendas no mercado americano caírem 15% em 2008, para 2,22 milhões de veículos. A queda na Honda foi menor, de 8%, para 1,43 milhão de unidades vendidas. Já a Nissan vendeu 951 mil automóveis em 2008, queda de 10,9% ante 2007. Mais abaixo, a BMW apresentou recuo de 9,55%, para 303 mil veículos vendidos.

No ano, as sete empresas venderam juntas 11,297 milhões de veículos, volume 19,1% inferior ao registrado em 2007, quando 13,97 milhões de unidades foram comercializadas nos Estados Unidos.

Em dezembro último, o governo americano aprovou a liberação de US$ 17,4 bilhões para socorrer GM e Chrysler, que corriam risco de quebra. Outras montadoras, como a Ford, ainda costuram um acordo para receber ajuda governamental.

Leia mais sobre: Montadoras

Leia tudo sobre: crise financeiramontadoras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG