Tamanho do texto

As vendas de papelão ondulado no mês de outubro totalizaram 208,5 mil toneladas, novo recorde mensal registrado pelo indicador de negócios da Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO).

O resultado representa uma expansão de 4,3% em relação a outubro de 2007 e de 6,5% sobre setembro de 2008, quando foram negociadas 195,8 mil toneladas, segundo dados revisados pela entidade.

No acumulado dos dez primeiros meses de 2008, as vendas acumulam alta de 1,7%, para um total de 1,931 milhão de toneladas. Os números referentes a outubro são preliminares. As vendas de papelão, que refletem a demanda por embalagens, podem ser vistas como um termômetro da atividade econômica.

Em nota, o presidente da entidade, Paulo Sérgio Peres, comenta que os dados do setor no acumulado anual estão dentro das projeções. A ABPO já previa que os resultados do segundo semestre fossem mais expressivos do que os números registrados entre janeiro e junho, devido a questões sazonais.

As vendas do setor no segundo semestre são, tradicionalmente, mais fortes do que no primeiro semestre, mas em 2007 os indicadores de negócios do acumulado entre janeiro e junho surpreenderam positivamente. Com isso, a base de comparação dos seis primeiros meses ficou destorcida, o que levou o setor a fechar o primeiro semestre de 2008 com vendas 0,15% inferiores às registradas em igual período do ano passado.