Tamanho do texto

SÃO PAULO - A Positivo Informática fechou o segundo trimestre do ano com receita bruta de R$ 627,1 milhões, 4,8% mais que no mesmo período do ano passado. O crescimento foi sustentado pelas vendas de notebooks, uma vez que todos os outros segmentos de produtos tiveram retração ante o segundo trimestre de 2007. A empresa apresentou apenas o desempenho operacional.

Segundo a Positivo, o faturamento com computadores portáteis entre abril e junho foi de R$ 197,1 milhões, 66,5% de evolução em comparação com o segundo trimestre de 2007. Em contrapartida, as vendas de PCs de mesa (desktops) caíram 10,8%, para R$ 407,4 milhões. Na área de serviços, a queda foi de 89,8%, para R$ 400 mil, ante R$ 4,2 milhões no ano anterior. Além disso, as vendas de conversores de TV digital (set top boxes) e impressoras recuaram 40,3%, chegando a R$ 4,4 milhões.

A receita líquida da companhia, por sua vez, aumentou 10% entre os segundos trimestres de 2007 e deste ano, alcançando a marca de R$ 548,8 milhões. Nesse intervalo, o faturamento líquido com desktops recuou 6,2%, para R$ 358 milhões, enquanto com notebooks ele subiu 69,9%, para R$ 167,8 milhões. A área de conversores e impressoras apresentou aumento de 25,2% em sua receita líquida, que foi a R$ 3,4 milhões, enquanto na parte de serviços, houve queda de 91,3% nas vendas líquidas, para R$ 300 mil.

Em volumes, a Positivo registrou um aumento de 12,9% no número total de equipamentos comercializados. Ao todo, foram 322,7 mil aparelhos vendidos entre abril e junho, com queda de 5,6% no número de desktops (para 259,6 mil unidades) e alta de 115,4% no de notebooks (para 63 mil aparelhos). Além disso, ainda foram vendidos 11,4 mil unidades do sub-notebook da companhia, o Mobo, lançado em maio.

Mesmo com a queda nas vendas de desktops, maior fonte de receita da Positivo, o faturamento pôde crescer porque o valor médio dos notebooks é mais elevado. Segundo a empresa, o preço médio de seus produtos, embora tenha caído 6,9% em reais entre os segundos trimestres de 2007 e 2008, cresceu 11,9% em dólares no mesmo período. Pelo cálculo da Positivo, o preço médio de seus PCs ficou em R$ 1395,40 (US$ 844,80) no segundo trimestre deste ano, ante R$ 1498,10 (US$ 755,20) no mesmo período do ano passado.

Considerando apenas os desktops, a queda em reais foi de 5,4% no preço médio, para R$ 1328,60, embora tenha havido alta de 13,6% em dólares, para US$ 804,20. No segmento de notebooks, a retração do preço em moeda nacional foi de 22,7%, para R$ 1557,50. Mesmo em dólares, esses produtos tiveram retração no período, com queda de 7,2%, para US$ 942,9%.

(José Sergio Osse | Valor Online)