As vendas de imóveis residenciais usados caíram pelo terceiro mês seguido, mas a retração foi inferior à prevista. Segundo a Associação Nacional dos Corretores de Imóveis, as vendas de imóveis usados caíram 0,6% em fevereiro, para a média anual de 5,02 milhões de unidades, de 5,05 milhões de unidades em janeiro, disse a associação.

Economistas esperavam queda de 2% nas vendas em fevereiro, para 4,95 milhões de unidades.

As condições severas do inverno afetaram as vendas em fevereiro. A queda na demanda foi, no entanto, mais profunda nos meses de janeiro e dezembro, após aumento durante o outono (no Hemisfério Norte), em consequência do estímulo fiscal concedido pelo governo aos compradores de seu primeiro imóvel.

O estoque de imóveis residenciais usados disponível para a venda subiu 9,5% no final de fevereiro, para 3,59 milhões imóveis. Esse volume é capaz de abastecer 8,6 meses de demanda no atual ritmo de vendas, superior a 7,8 meses em janeiro. O preço médio dos imóveis residenciais usados foi de US$ 165,1 mil em fevereiro, 1,8% abaixo de fevereiro do ano passado. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.