Tamanho do texto

As vendas de imóveis residenciais novos nos Estados Unidos caíram 2,2% em fevereiro ante dezembro, para uma taxa anual ajustada sazonalmente de 308 mil, informou hoje o Departamento do Comércio do país. O resultado estabeleceu um nível mínimo recorde para a série, que começou em 1963.

A queda - provocada especialmente por demissões e pelas nevascas que atingiram o país no mês - contrariou a expectativa dos analistas, que esperavam aumento de 1,9%, para 315 mil. Em comparação com fevereiro do ano passado, as vendas caíram 13%, apesar do grande crédito fiscal oferecido pelo governo.

A oferta de imóveis residenciais novos está aumentando levemente de novo. Havia estimados 236 mil imóveis à venda no fim de fevereiro, uma alta de 1,3% em comparação com janeiro, quando havia 233 mil. O preço mediano para um imóvel novo subiu 5,2% em fevereiro, em comparação com o mesmo mês de 2009, de US$ 209.700 para US$ 220.500.

O Oeste do país foi a única região em que as vendas de imóveis residenciais novos cresceram em fevereiro, com aumento de 20,8%. No Nordeste, houve queda de 20%; no Sul, de 4,6%; e no Meio-oeste, de 18%. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.