SÃO PAULO (Reuters) - As vendas de automóveis e comerciais leves no Brasil em novembro recuaram 15,2 por cento na comparação com outubro, mas apresentaram forte expansão sobre o mesmo mês do ano passado, época em que a indústria foi pega pelos efeitos da crise financeira global. As vendas no último mês somaram 238.518 unidades, recuo de 15,2 por cento sobre outubro, mas alta de 43,5 sobre novembro de 2008, informou uma fonte do setor à Reuters nesta terça-feira, citando dados preliminares.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237574244405&_c_=MiGComponente_C

A Anfavea, associação de montadoras, divulga no dia 4 o número oficial do desempenho do setor, incluindo vendas, produção e exportações.

De janeiro a novembro foram emplacados 2,73 milhões de automóveis e comerciais leves, volume quase 10 por cento acima do mesmo período de 2008, de acordo com a fonte.

O saldo de vendas em 2009 até novembro supera inclusive o volume de vendas de todo ano de 2008, de 2,67 milhões de automóveis e comerciais leves.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.