Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Vencimento de opções garante movimentação na Bovespa, que cai 0,95%

SÃO PAULO - A puxada de alta da sexta-feira não se repete e a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) perde valor neste começo de semana. Por volta das 12h50, o Ibovespa recuava 0,95%, para 41.

Valor Online |

275 pontos, com giro financeiro em R$ 1,73 bilhão.

O assessor de renda variável da Omar Camargo Corretora, Wilson Paese, comenta que, sem a sinalização de Wall Street, que não opera em função de feriado, a movimentação do dia é determinada pelo vencimento de opções sobre ações, que enseja briga de comprados e vendidos.

Segundo Paese, a movimentação se concentra nos papéis de Petrobras e Vale, com os agentes tentando segurar os preços para poder exercer suas opções.

Liderando volume, Vale PNA caía 0,68%, a R$ 30,48, enquanto Petrobras PN recuava 0,50%, saindo a R$ 27,46, depois de oscilar em território positivo.

Ao contrário de hoje, Paese acredita que a semana será bastante agitada. Além dos indicadores agendados, como índices de preço nos Estados Unidos e ata do Federal Reserve (Fed), banco central americano, acontece na quarta-feira o vencimento do Ibovespa futuro.

Fora isso, o assessor chama atenção para o grande número de balanços trimestrais que serão apresentados até sexta-feira, com destaque para Vale, Banco do Brasil (BB) e siderúrgicas.

De acordo com o especialista, o bom desempenho da Bovespa nas últimas semanas é reflexo direto da entrada de dinheiro estrangeiro. " Agora, temos de ver se isso continua " , diz Paese, lembrando que, em janeiro, o saldo dos não residentes começou positivo, mas logo mudou de direção.

Pelos dados da própria Bovespa, no acumulado do mês até o dia 11, o saldo estrangeiro estava positivo em R$ 1,7 bilhão.

De volta ao âmbito corporativo, os bancos replicam o sinal externo e perdem valor. Bradesco PN caía 1,33%, para R$ 22,25, e Itaú PN desvalorizava 2,11%, a R$ 24,96. Na Europa, o setor financeiro segurava as bolsas em baixa em meio a rumores de nacionalização. Há pouco, o FTSE-100, da Bolsa de Londres, diminuía 0,63%.

As siderúrgicas também perdem valor, com Gerdau PN caindo 1,94%, a R$ 15,61. Usiminas PNA declinava 1,09%, cotado a R$ 28,78.

Forte baixa para o papel ON da Light, que valia 4,89% menos, negociado a R$ 24,49. TIM Part ON caía 2,86%, a R$ 6,77, e Lojas Renner ON desvalorizava 2,80%, a R$ 14,21.

O ativo ON da Telemar recuava 2,74%, a R$ 34,00. Decisão judicial impediu a companhia de começar a pagar hoje R$ 1,19 bilhão em dividendos extraordinários. Já o ativo PN cedia apenas 0,03%, a R$ 28,59.

Na ponta oposta, Redecard ON subia 0,98%, a R$ 27,77, Eletrobrás PNB valorizava 0,40%, a R$ 24,95, e Cosan ON ganhava 0,18%, a R$ 11,00.

No câmbio, o dólar avança ante o real, recuperando parte das perdas da sexta-feira. Há pouco, a divisa era negociada a R$ 2,272 na venda, alta de 0,35%. A ausência do investidor estrangeiro também limita a tomada de posições em moeda estrangeira.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG