Tamanho do texto

A Votorantim Celulose e Papel (VCP) informou hoje que obterá um financiamento de US$ 1,8 bilhão junto ao JPMorgan para adquirir as ações da Aracruz detidas pela Arapar, empresa que representa a família Lorentzen. O acordo com os Lorentzen foi a etapa inicial do processo que resultou na reorganização da Aracruz, empresa que passará a ser controlada pelo Grupo Votorantim e pelos Safra após o acordo definido entre essas duas partes.

As condições do financiamento, informa a VCP, serão divulgadas após a assinatura do contrato.

Em relatório de projeções referentes ao terceiro trimestre divulgado pela empresa na manhã desta terça-feira, a VCP informou que possui cerca US$ 500 milhões em caixa, volume "suficiente para suprir as necessidades atuais", segundo a empresa. "Quanto aos derivativos, nossa posição é confortável, não havendo ajustes relevantes no período", completa o texto. O relatório da companhia está baseado em uma taxa média de câmbio de R$ 1,6684 no terceiro trimestre e uma taxa de câmbio final de R$ 1,80. O resultado do terceiro trimestre será divulgado no próximo dia 15, antes da abertura do mercado.