Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

VCP adia aquisição do controle da Aracruz

SÃO PAULO - Em comunicado enviado hoje ao mercado, a Aracruz confirmou que foi postergado o processo de compra das ações da Arapar (Grupo Lorentzen) pela Votorantim Celulose e Papel (VCP). Inicialmente marcada para hoje, a transação não tem mais prazo para ser concluída.

Valor Online |

Segundo apurou o Valor Econômico, o adiamento decorre dos problemas financeiros surgidos na Aracruz, que revelou perdas potenciais de quase R$ 2 bilhões com operações derivativas no mercado futuro de câmbio. A fabricante adotava desde 2005 uma política agressiva de uso de instrumentos derivativos como forma de compensar as perdas de receitas com exportações de celulose, afetadas pela valorização do real frente ao dólar.

" Existia a expectativa de que o processo de compra das ações da Arapar poderia ser acelerado a partir do acordo fechado entre os grupos Votorantim e Safra, mas decidiu-se postergar a decisão devido aos episódios recentes " , disse uma fonte ligada à negociação.

A compra das ações da Arapar antecede o processo de reorganização societária que envolve a fusão da Aracruz e da VCP, cujo controle será compartilhado pelos grupos Votorantim e Safra. Com o adiamento, fica a dúvida se o negócio será fechado pelo mesmo valor acordado no dia 6 de agosto.

A Aracruz informou que o valor de suas perdas com operações com derivativos somava R$ 1,95 bilhão caso todos os contratos fossem liquidados no dia 30 de setembro. A empresa demorou uma semana para anunciar o valor de suas operações.

(André Vieira | Valor Econômico)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG