Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Varejo está otimista para o Dia das Mães, aponta Serasa

SÃO PAULO - A maioria dos empresários se mostra otimista com o Dia das Mães. Uma pesquisa da Serasa Experian revelou que 60% deles esperam aumento no faturamento, na comparação com os ganhos obtidos no mesmo período do ano passado.

Valor Online |

É o maior percentual de otimistas, desde o início da série histórica, em 2006. Vale notar que o percentual praticamente dobrou na comparação com o Dia das Mães do ano passado, quando 34% dos empresários esperavam alta no faturamento. Para os economistas da Serasa Experian, esse otimismo está atrelado à evolução do emprego e da renda, à normalização do crédito à pessoa física e à queda da inadimplência. Por outro lado, 33% dos empresários acreditam que o faturamento no Dia das Mães deste ano ficará em linha com o do ano passado, ao passo que 7% apostam em queda. Na análise por porte, verifica-se que as grandes empresas são as mais otimistas, com 85% estimando um faturamento mais alto este ano em relação aos ganhos do ano passado. Depois aparecem as médias empresas, com 74%, e as pequenas, com 56%. Já na análise regional, os empresários do Norte são os mais otimistas, uma vez que 68% deles esperam ter um faturamento maior no Dia das Mães deste ano. Em seguida, aparecem o Nordeste e o Centro-Oeste (com 66%, cada um), e o Sul e o Sudeste (também empatados, com 58% cada um). Em linha com as estimativas do ano passado, a maioria (31%) dos varejistas acredita que roupas, sapatos e acessórios serão os presentes mais comprados neste Dia das Mães. Em seguida, aparecem as flores, com 18%, o celular (15%) e os eletrodomésticos (14%). Outros itens foram citados por um número menor de empresários. "O varejo deve intensificar as promoções, inclusive em parceria com a indústria, baseadas, principalmente, em prazos mais longos de financiamento", opinam os economistas da Serasa. Apesar dessa perspectiva de aumento nos prazos de financiamento, a pesquisa mostrou que 52% das vendas serão realizadas à vista e 48%, a prazo. Sobre os meios de pagamento, o dinheiro será a preferência no caso das compras à vista, com 42%. Já entre as compram que serão realizadas com financiamento devem ser feitas, em sua maioria (44%), por meio do parcelamento no cartão de crédito, enquanto 32% devem ser realizadas com cheque pré-datado. O estudo também mostrou que, para 27% dos empresários, as vendas no Dia das Mães serão influenciadas pela proximidade da Copa do Mundo. Entre as empresas de grande porte, essa percepção é ainda mais comum, com 34% dos varejistas apostando nessa influência. Entre as regiões do país, o Nordeste se destaca quanto a esse tema, uma vez que 55% dos seus varejistas acreditam que a Copa do Mundo terá impacto sobre as vendas. Em seguida, aparecem Centro-Oeste (40%), Norte (39%), Sudeste (24%) e Sul (17%). (Karin Sato | Valor)

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG